Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

RTP Internacional e África sem fusão

O Governo quer reforçar o papel da RTP África e parece afastar o cenário de uma fusão desta estação com a RTP Internacional.

 

O ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, disse ao CM que o investimento feito neste canal é para manter. "A RTP África é um factor de afirmação de Portugal. É dinheiro bem gasto [2,5 milhões de euros em 2011]".

Miguel Relvas, que esteve recentemente em Moçambique, disse ainda ter percebido que "a RTP África tem grande força e prestígio". Neste sentido, é peremptório: "Temos de valorizar ainda mais os conteúdos desses países. Temos de ter mais programas de Angola e Moçambique", disse.

O ministro dos Assuntos Parlamentares sublinha ainda o papel da RTP Internacional que, segundo Relvas, "fez mais pela nossa língua do que o Instituto Camões". "Temos de continuar a apostar na RTP África e na RTP Internacional, que não é de alguns; é de todos nós". A programação destas estações vai custar 5,5 milhões de euros em 2012.

As palavras de Miguel Relvas contrariam uma das recomendações do grupo de trabalho sobre definição do serviço público, que indicava uma fusão. "Consideramos que o Estado deve concentrar o serviço internacional num único canal, com o objectivo de manter e desenvolver a presença externa do País projectando a língua portuguesa, exponenciando o que de melhor for produzido pelo operador público e também, como vem acontecendo, pelos operadores privados", diz o relatório.