Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

DRAMA: Pequenas reacções de Angélico devolvem esperança aos amigos

Pequenas reacções de Angélico devolvem esperança aos amigos

As equipas médicas recusam-se a veicular outra informação sobre Angélico Vieira que ultrapasse o "diagnóstico muito reservado". Mas os rumores de que o cantor poderá estar em morte cerebral adensaram-se. Ao mesmo tempo, os amigos negam essa informação e garantem que "a tendência é para melhorar". O pai do cantor, que reside em Angola, também já está no hospital.

Na segunda-feira à noite, os amigos e fãs de Angélico Vieira concentraram-se em frente ao Hospital Santo António, no Porto, para homenagear o cantor, para lhe dizer que estão com ele e à espera dele, apesar de o vocalista do D'Zrt estar ligado a um sistema de suporte de vida desde a madrugada de Sábado, altura em que o BMW em que seguia se despistou.

Cerca de duas centenas de pessoas acenderam velas, cumprindo a "corrente de luz" que foi pedida. Rezaram um Pai Nosso e cantaram. E choraram. Os rumores de que Angélico, 28 anos, estará em morte cerebral foram desmentidos e não deixam esmorecer a esperança de que possa recuperar do traumatismo crânio-encefálico grave.

Em exclusivo ao JN, Laura Galvão, actriz e amiga do actor, presente na vigília, revelou que Angélico "já respirou sem a ajuda das máquinas". Infelizmente, acrescentou, "ainda está muito debilitado, precisa de ajuda para respirar", mas "o quadro clínico é estável" e "a tendência é para melhorar".

Pelo menos, é nisso que todos acreditam. A actriz referiu mesmo que o cantor "tem tido pequenos movimentos, recções a coisas que as pessoas lhe dizem, a afectos, a manifestações de carinho". E isso, reforçou, "é muito bom sinal".

A vigília não foi, por isso, um adeus. "Não vejam isto como uma despedida, isto não é a vela do adeus, é o contrário", enfatizou. "É para lhe passar boa energia, para o iluminar, para lhe dar força, para lhe dizer que estamos aqui."

As manifestações de solidariedade espalham-se também pela internet, onde milhares de amigos e desconhecidos deixam mensagens de apoio. Todos pedem um milagre.

O pai do cantor chegou ontem ao Porto para ver o filho.

O Hospital Santo António reservou para esta terça-feira, às 11.30 horas um novo relatório. Angélico Vieira resistiu às primeiras 48 horas, consideradas as mais críticas, mas corre risco de vida.

Eram 3h15 da madrugada de Sábado quando ao quilómetro 258 da A1, no sentido Porto-Lisboa, perto da saída para Estarreja, um pneu terá rebentado. Dos quatro passageiros, só um sobreviveu. Hélio Filipe, de 25 anos, foi projectado para fora do carro acabando por morrer atropelado, e uma rapariga, de 17 anos, continua internada "em estado grave".

1 comentário

Comentar post