Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Adeus Artur Agostinho

Artur Agostinho fotografado pelo DN, em Dezembro de 2010

O jornalista Artur Agostinho morreu hoje, com 90 anos de idade, depois de uma vida repleta de êxitos na comunicação social, na qual se destacou pelo seu trabalho na área do jornalismo desportivo.

Artur Agostinho morreu hoje no Serviço de Urgência do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde estava internado há uma semana. Segundo fonte da administração do jornal "Record" em declarações à agência Lusa, a causa da morte não está determinada e pondera-se fazer uma autópsia.

Artur Agostinho ganhou fama pelos seus relatos de jogos de futebol, na Emissora Nacional, e passou depois pela Rádio Renascença. Dirigiu o jornal "Record" e também o "Jornal do Sporting". Manteve sempre a ligação ao "Record" enquanto colunista. Hoje, em obituário, o jornal destaca a forma expressiva -- "um marco na história da rádio em Portugal" -- como o radialista relatava os golos: "É gooooooloooooo!"

O jornal criou ainda, em 2005, o Prémio Artur Agostinho, destinado a homenagear personalidades do mundo do desporto, como José Mourinho (2010), Luís Figo (2009), Cristiano Ronaldo (2008) e Luís Felipe Scolari (2006).

Três dias depois de completar 90 anos, Artur Agostinho foi agraciado pelo Presidente da República com a Comenda da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada, num dia que classificou como "um dos mais felizes" da sua vida. "Realmente foi um dos dias mais felizes da minha vida, felicidade, emoção, alegria, todas as coisas boas da vida me aconteceram hoje", disse na altura à Lusa. "Não tenho reclamações a fazer", gracejou Artur Agostinho, referindo-se ao privilégio de trabalhar naquilo de que gostava.

Construiu ainda uma carreira como actor, participando em filmes como "O Leão da Estrela" e "Cantiga da Rua". Mais recentemente, participou em séries e telenovelas como "Inspector Max" e "Ganância", bem conhecidas do grande público.