Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

TVI: ‘Caia Quem Caia’ estreou no sábado

Os políticos foram os alvos predilectos dos repórteres de ‘Caia Quem Caia’ (CQC), o programa de humor que estreou no sábado na TVI. Mas os ‘jornalistas’ foram agarrados e afastados violentamente pelos seguranças dos nossos ministros. E os guarda-costas de Manuel Pinho, responsável pelas pastas da Economia e Inovação, foram mesmo os ‘mais violentos’ a reagir quando o repórter perguntou se o ministro já tinha encontrado o Orçamento do Estado.
A actualidade é o forte do programa que aproveita a agenda política e eventos desportivos e culturais para lançar perguntas incómodas. Os apresentadores, José Pedro Vasconcelos, Pedro Fernandes e Joana Cruz, e os repórteres de ‘CQC’ conseguiram falar com representantes da Oposição, mas os governantes ficaram mudos ou quase. O primeiro-ministro, José Sócrates, virou costas ao entrevistador e o Presidente da República, Cavaco Silva, mostrou-se indiferente.

Uma equipa do CQC acompanhou o Benfica até à Alemanha e ofereceu uma pata de coelho, para sorte, a Rui Costa. Os encarnados empataram, mas o ‘jornalista’ Miguel Rocha não perdeu a viagem. Pediu um autógrafo a Eusébio e cobrou, a um perplexo alemão, dez euros pela assinatura. Depois, no aeroporto, perguntou a Binya se tinha partido algumas pernas aos adversários.

‘Caia quem Caia’ baseia-se num formato original que estreou em 1996 na Argentina e que já foi exibido em Espanha, Itália, França, EUA, Israel, Chile e Brasil.

COMENTÁRIOS

"INFELIZMENTE NÃO VI PORQUE ESTAVA A GRAVAR" (Ricardo Araújo Pereira, Humorista)

"Infelizmente não vi porque estávamos em gravações para o programa [‘Zé Carlos’], mas tenho pena, até porque está lá a Joana Cruz, que conheço. Gostava mesmo de ter visto."

"PERCEBI LOGO QUE ESTAVA A SER APANHADO" (Carlos Mendes, Cantor)

"O fato preto e o exagero do jornalista denunciou-o. Percebi logo que estava a ser apanhado e entrei na brincadeira. Quando me perguntou pela carreira fui para a cozinha chorar a rir."

"O PROGRAMA TOCA A RAIA DO MAU GOSTO" (Fernando Sobral, Crítico de Televisão)

"O programa não é engraçado é engraçadinho e não se pode dizer que seja humorístico. Toca as raias do mau gosto quando acusa Binya de partir as pernas aos adversários."

 

Fernanda Bueno (CM)

 

1 comentário

Comentar post