Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Transferência: Júlia Pinheiro na SIC em Janeiro

Apresentadora deixa TVI no final do ano. Saída está a causar mal-estar entre colegas da estação.Júlia Pinheiro na SIC em Janeiro

É a transferência do ano, mesmo ao cair do pano de 2010. Júlia Pinheiro deixa a TVI na noite de 31 de Dezembro e promete ser uma saída em grande, com a apresentação do final da Casa dos Segredos, no Campo Pequeno, em Lisboa. "Ela anda sob grande pressão", descreve ao DN fonte próxima da comunicadora.

A entrada na SIC está prevista para meados de Janeiro, depois de gozar três semanas de férias, que já estavam marcadas e que são um hábito na vida profissional de Júlia Pinheiro desde que começou a trabalhar na passagem do ano. Contactada, a comunicadora nega a transferência: "É um tipo de conversa que é cansativa, frívola porque não vai acontecer nada. Tenho uma gala para preparar e estou a tratar das minhas coisas."

Mas o DN sabe que Júlia está mesmo a caminho da SIC. E, até lá, os dias da ainda directora de Formatação e Conteúdos de Queluz de Baixo vão ser difíceis. "A Júlia está dividida. Por um lado, está ansiosa com o novo desafio na SIC, por outro anda com o coração apertado pela ligação à TVI", acrescenta a mesma fonte.

Um profissional próximo da apresentadora diz que ela está muito cansada. "Trabalha imenso. Apresenta o programa à tarde, ao domingo a Casa dos Segredos e tem ainda várias reuniões devido ao seu cargo na direcção da TVI."

Além disso, a saída de Gabriela Sobral, da TVI, em Julho, deixou-a ainda com mais trabalho. "Teve que se ocupar da produção nacional, embora a Rita Carrelo tenha ficado com tudo o que a Gabriela tinha em mãos. Com tanto trabalho, sinto-a desgastada", afirma a fonte. Tal como já adiantara o DN, Júlia Pinheiro vai ter direito a um apetecível programa de televisão na SIC: o reality show de sucesso mundial The Biggest Loser

"Ela vai entrar na SIC para começar a pré-produzir este formato", declara fonte de Carnaxide, que aponta a data de estreia para Março. Recorde-se que este formato acabou de ser entregue à produtora Fremantle Media, depois de um concurso para orçamentos entre produtoras.

Por um lado, Júlia Pinheiro regressa à casa que a viu crescer como rosto televisivo. Por outro, cumpre uma vontade. "Ela não quer sair de antena", conta pessoa próxima.

Esta mudança poderá significar ainda mais funções para Júlia Pinheiro, em domínios que bem conhece na TVI, como, lembra uma fonte, a "área dos conteúdos". Na SIC até já há quem faça pedidos: "Bem podia intervir nas manhãs e nas tardes, que são um problema."

Sugestões à parte, é certo que ela já está com um pé em Carnaxide. De acordo com um conhecedor do processo, "o pré-acordo já foi assinado na semana passada". Está agora por dias a assinatura do vínculo contratual. Em segredo está por agora o ordenado que lhe vai ser pago. "Na TVI, recebe da estação, mas também da Endemol, por apresentar a Casa dos Segredos, e da Coral, por As Tardes da Júlia", explica uma fonte.

Críticas e acusações de "traição"

Esta noite decorre a gala de Natal da TVI, transmitida a partir das 22.00, na qual os principais rostos da estação vão marcar presença. Curiosamente, Júlia Pinheiro assume um papel preponderante nesta edição. Porém, o ambiente está longe de ser de festa. "Já toda a gente sabe que ela se vai embora, já houve confirmações de pessoas bem colocadas. Portanto, se é traidora, mais valia ir embora já", declara fonte bem posicionada. Que critica, até, o número que abre a gala. "É inacreditável, ela gravou um videoclip, ao som da música Celebration, em que anda pelos corredores do Casino Estoril. À medida que vai caminhando, vão-se juntando pessoas atrás. A música acaba com a Júlia no meio de uma multidão", diz quem assistiu aos ensaios.

As críticas não são apenas dirigidas à apresentadora. Na TVI é apontado o dedo a quem manda. "As direcções estão a revelar uma falta de coragem impressionante. No tempo do Moniz [ex-director-geral], ela já teria sido encostada à parede", desabafa outra fonte. O que revolta muitos dos colegas da TVI, frisa, "é a Júlia estar na posse de todos os segredos da programação para 2011 e continuar a saber ainda mais, como se não se fosse embora".