Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

Tudo-Sobre-A-TV

MAIS DO QUE UM BLOG SOBRE TELEVISÃO

'Notícias em 2.ª Mão' põe à prova dupla de humor

'Notícias em 2.ª Mão' põe à prova dupla de humor

Programa de Marco Horácio e Eduardo Madeira na SIC começa no dia 23

Será uma prova de fogo em 40 episódios aquela que espera Marco Horácio e Eduardo Madeira na SIC, a partir do dia 23, com Notícias em 2.ª Mão, um programa de sátira à actualidade e ao quotidiano que recupera personagens de Caixilhos e Laminados, programa que a dupla interpretou na rádio Comercial durante quatro anos.

"Chegou a hora de vermos se somos capazes de fazer um programa de televisão juntos", lança Marco Horácio. "É a nossa afirmação de maioridade como humoristas", acrescenta Eduardo Madeira, que deixou a série da RTP1 Os Contemporâneos para assinar pela SIC para fazer este programa.

Terão 25 minutos diários, de terça a sexta-feira (à segunda há Sinais de Fogo, de Miguel Sousa Tavares), após o Jornal da Noite, para mostrar o que valem. O programa faz humor com a actualidade e o quotidiano. "Há coisas que ainda não sabemos como vão ser porque ainda nem aconteceram", afirma Eduardo Madeira, apoiado pelo director de programas da SIC, Nuno Santos.

O que é certo é que eles estarão no estúdio e depois vão introduzindo sketches. Jorge Jesus tem lugar cativo no programa Notícias em 2.ª Mão. O treinador do Benfica, uma personagem que Eduardo Madeira já tinha interpretado n'Os Contemporâneos, regressa, agora como especialista de língua portuguesa. "Acho que ele não se vai chatear. Ele tem fair play fora das quatro linhas", considera Eduardo Madeira.

Outra herança são as personagens de Caixilhos e Laminados. Cerca de 30 vão estar no novo programa. O segmento chamar-se-á Planeta Caixilhos mas, segundo Eduardo Madeira, ainda não se sabe "se será uma rubrica ou se será integrado no programa", acrescenta. Parte destes sketches estão prontos. Foram gravados entre Dezembro e Janeiro.

Quanto ao programa, será gravado na véspera de ir para o ar. Na retaguarda trabalham quatro argumentistas das Produções Fictícias - Frederico Pombares, Patrícia Castanheira, Francisco Palma e Roberto Pereira - e outra pessoa, Pedro Homero, que faz a pesquisa.

A aposta da SIC no humor é clara, admite Nuno Santos. "Há um caminho para ser trabalhado em cima do quotidiano", acrescenta, dando mostras de apostar no humor na grelha do canal.

Ao mesmo tempo estão a ser gravados novos episódios da série Camilo, o Presidente (produção CBV). Ainda não se sabe quando irão para o ar.